Missão

Missão da Comunidade Jongo Dito Ribeiro

IMG_0099

Reconstituir a cultura ancestral do jongo nos mais diversos espaços, para todas as pessoas de diferentes credos, etnias e idades, priorizando as comunidades e grupos que atuam no universo da cultura afro brasileira.

Missão da Casa de Cultura AFRO Fazenda Roseira

Fazenda-da-roseira-01

Compartilhar, fomentar, vivenciar, pesquisar e preservar a cultura negra e africana em sua mais ampla diversidade tendo como fio condutor os valores da Comunidade Jongo Dito Ribeiro.

 

CR – Centro de Referencia Jongueiros do Sudeste – Comunidade Jongo Dito Ribeiro – Campinas SP

CR

Consiste em uma experiência concreta de ação de salvaguarda permanente no espaço do galpão, com acervos sobre as comunidades jongueiras, seus territórios e atuação e do Jongo do Sudeste como prática ancestral da cultura negra a partir dos olhares e percepções da Comunidade Jongo Dito Ribeiro – Campinas/sp.

Objetivo

Nosso objetivo é reescrever e escrever a história do jongo em Campinas/SP de modo a possibilitar que a manifestação cultural seja expandida e respeitada nas suas mais variadas formas, utilizando como elementos para atingir esse resultado: a descontração, alegria, afeto, boas energias, paciência com o momento individual de cada um, melhoria da auto-estima, mudança do indivíduo de dentro para fora, autonomia e a preservação de nosso toque, canto e dança de jongopraticada em nossa comunidade.

Histórico

Em Campinas, a Comunidade Jongo Dito Ribeiro foi batizado com esse nome em homenagem ao saudoso Benedito Ribeiro, avô de Alessandra Ribeiro, que chegando em Campinas na década de 30, vindo do interior de Minas Gerais manteve a tradição do jongo recebido por seus antepassados, através das realizações de festas aos santos católicos.

Desde 2002, a Comunidade Jongo Dito Ribeiro vem se firmado, realizando trabalhos de reconstituição, composição e pesquisa com o objetivo de manter viva a chama dessa descendência, trazendo essa importante manifestação da cultura popular afro-brasileira, elemento de resistência e união para a sociedade. O grupo se apresenta em escolas, universidades, quilombos, festas oficiais e seus encontros são quinzenais na casa de Alessandra Ribeiro e desde 2008, na Casa de Cultura Fazenda Roseira, de gestão da comunidade jongueira , no jardim Roseira em Campinas, que esta aberta a quem quiser participar e contribuir na reconstituição dessa história.

A Comunidade Jongo Dito Ribeiro reúne pessoas de diferentes idades, origens sociais, raças, profissões e locais, estando desde 2005 fazendo parte da Rede de Memória do Jongo/Caxambu, onde representa a cultura afro-brasileira de Campinas e já carrega o certificado de Patrimônio Cultural do Brasil.