Inauguração do Centro de Referência Jongueiras e Jongueiros do Sudeste abre o VI Sou África em Todos os Sentidos

FlyerCR2

Inauguração do Centro de Referência Jongueiras e Jongueiros do Sudeste abre o VI Sou África em Todos os Sentidos – Comunidade Jongo Dito Ribeiro – Campinas SP

No próximo dia 08 de novembro, sábado, a partir das 14h, na Casa de Cultura Fazenda Roseira, a Comunidade Jongo Dito Ribeiro convida todas e todos para a inauguração do Centro de Referência Jongueiras e Jongueiros do Sudeste, que abre a 6ª Edição do Festival Sou África em Todos os Sentidos, uma das várias agendas do mês da cultura negra em Campinas-SP.

Entre as ações no dia da inauguração do Centro de Referência teremos: exposições, rodas de conversas, homenagens, explanação de conteúdos sobre patrimônio material e imaterial com a presença de várias lideranças jongueiras de outros territórios e rodas de jongo entre as comunidades.

O Jongo é um patrimônio imaterial, registrado como forma de expressão afro-brasileira que integra percussão de tambores, dança coletiva e é considerado o avô do samba. É praticado nos quintais das periferias urbanas e em algumas comunidades rurais do sudeste brasileiro.

Em Campinas, a Comunidade Jongo Dito Ribeiro é a detentora do Jongo, que é registrado como Patrimônio Cultural Imaterial brasileiro pelo IPHAN (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional) desde 2005 e como patrimônio cultural imaterial em Campinas desde 2013. Em ambos os registros o Jongo se encontra no Livro de Registro das Formas de Expressão, que são atividades expressivas e comunicativas tradicionais enraizadas na vida social, no Brasil e em Campinas, respectivamente.

A Comunidade Jongo Dito Ribeiro está localizada na Casa de CulturaFazenda Roseira, na região Noroeste de Campinas. A partir de um edital promovido pelo IPHAN, a Comunidade Jongo Dito Ribeiro em parceria com a NINA Grio foi contemplada e receberá aportes financeiros do governo federal para ações de salvaguarda do jongo, entre essas estão previstas a criação do Centro de Referência Cultural do Jongueiras e Jongueiros do Sudeste – Comunidade Jongo Dito Ribeiro – Campinas SP, que abrigará diversas ações voltadas para a preservação desse importante Patrimônio Cultural, localizado naCasa de Cultura Fazenda Roseira, em Campinas.  Entre essas ações ser um Centro de Referência para a comunidade jongueira da região sudeste, preservando a a produção, registro, memória e transmissão, para futuras gerações.

Sobre o VI Sou África em Todos os Sentidos

Este ano, o Festival Sou África em Todos os Sentidos trará o tema “Nos Caminhos do Patrimônio Afro-Campineiro” e já em seu sexto ano, propõe espaços de interações, debates, encontros e trocas na temática da cultura afro-brasileira e no aprofundamento de saberes de matrizes africanas, como também as suas práticas, no exercício de construção e resistência e cultura negra no território local e nacional. Esse ano o Sou África inicia no dia 08 de novembro e vai até o dia 04 de dezembro, com mais de um mês de programação.

Possibilita grandes encontros de saberes, homenagens, discussões, obras e transformações de entendimento numa programação que contemplará exibições de filmes, exposições, homenagens, debates, saraus, shows, tradições e trocas, todas especialmente feitas para todas e todos que pensam e exercem suas culturas diariamente.

O Sou África está dentro do mês de novembro, mês da consciência negra e convida tod@s para participarem e trocarem neste espaço de resistência que está aberto para as mais plurais interações.

Veja a programação completa: Programação VI Sou África em Todos os Sentidos2014 -Nos Caminhos do Patrimonio Afro Cultural

Sábado 08/11 – Inauguração do Centro de Referência Jongueiras e Jongueiros do Sudeste

18h30 – Abertura da Exposição – IV Sou África em Todos os Sentidos – Tema: Nos Caminhos do Patrimônio Afro-Campineiro

19h – Inauguração do Centro de Referência Jongueiras e Jongueiros do Sudeste Comunidade Jongo Dito Ribeiro Campinas/SP

Entrega de Titulação da Comunidade Jongo Dito Ribeiro – Campinas/SP

Homenagem ao Mestre Dudu – Comunidade Jongo Dito Ribeiro

Homenagem ao Professor Arantes

Homenagem a Profa. Elaine Monteiro – UFF

19h30 – Roda de Conversa com os presentes DPI (Departamento de Patrimônio Imaterial) de Brasilia, IPHAN (Instituto de Patrimônio Artístico Nacional) de São Paulo, Mãe Eleonora (Terreiro e Ponto de Cultura) Fundação Palmares de São Paulo, Secretaria Municipal de Cultura de Campinas, CEPIR (Coord. Especial Para Igualdade Racial) CONDEPACC (Conselho de Patrimônio Histórico e Cultural de Campinas) e Convidados

21h – Roda de Jongo das Lideranças Jongueiras + Roda de Jongo da Juventude Jongueira e Comunidade Jongo Dito Ribeiro

22h – Atração Cultural

Terça 11/11 – O Jongo do Sudeste (registrado em 2005) – Patrimonio Cultural Nacional

9h30 – Roda de Conversa: Do Registro a salvaguarda do Jongo do Sudeste e O Jongo na Escola – Vanessa Dias

14h30 – Roda de Conversa: A Juventude Jongueira do Jongo do Sudeste Bianca Lúcia

19h30 – Oficina de Tambores – Nos toques da tradição – Prof. Mavi Jalekue – Escola de Curimba Ayan Angalu

Quarta 12/11 – CONDEPACC – CSPC

9h30 – A História da CONDEPACC e sua atuação – Marcela CSPC

14h30 – A discussão de Patrimonio em Campinas: avanços e desafios – Henrique (CSPC)

Quinta 13/11 A Capoeira (registrado em 2008) – Patrimonio Cultural Nacional

9h30 – Oficina – A roda de Capoeira (registrado pelo IPHAN)

14h30 – Ofício dos Mestres da Capoeira (registrado pelo IPHAN)

19h30 – A Capoeira na Escola – Prof. Paulo Bombril – IBECA

Sexta 14/11 Patrimonio AFRO Ambiental – O sagrado (Ervas, folhas e lugares)

9h30 – Roda de Conversa: Racismo Ambiental – Desafios e Possibilidades na Comunidade Quilombolas (Ivaporunduva) – Lucas César e Maíra da Silva

14h30 – Roda de saberes –Uma reflexão sobre a mulher moderna e o universo da moda e da beleza – Ana Di Romão

Sábado 15/11 Dia Nacional da Umbanda

10h – Atividade na Praça atrás da Catedral

Estaremos fechados

Quarta 19/11 – Festa Africana no Bom Prato – atividades externa – projeto Saberes e Sabores

13h – Roda de Jongo no Bom Prato

– Estaremos fechados

Quinta 20/11 – Marcha Zumbi dos Palmares

9h – Concentração na Estação Cultura de Campinas

16h – Roda de Jongo Comunidade Jongo Dito Ribeiro – em frente a Igreja São Benedito – Centro

19h – Prêmio Zumbi dos Palmares – Câmara dos Vereadores

Estaremos Fechado

Sexta 21/11 Roteiro Afro Campineiro – Patrimônio Local

9h30 – Oficina – A presença Negra no Centro Histórico de Campinas

14h30 – Oficina – Construindo novos Roteiros

Roteiro Afro Campineiro e Cultura Digital

Sábado 22/11Patrimonio Cultural Imaterial e Os Movimentos Sociais: Comunidades Tradicionais de Terreiro, LGBT e grupos Culturais

9h30 – 12h30 – Entendendo o Patrimonio: Oficina de Organização de Acervo- Identificação do Patrimonio Cultural com Profa. Claudia Wanderley – CLE/Unicamp

14h30 – Patrimônio Edificado – Nossas ruínas

16h – Negras Raízes – Roda de conversa com artistas negros campineiros com Coord. Rosana Meneses

Terça 25/11 Religiosidades e Patrimônio

9h30 – Oficina – Mitologia Africana X Mitologia Greco – Romana

17h – Palestra – Sincretismo Afro Religioso

Roda de Conversa: Pai Joãozinho – Terreiro da Vó Benedita

19h30 – As Santas Negras – Palestrante: Fábio Custódio

Quarta 26/11 Casa de Cultura Fazenda Roseira – Centro de Referencia, Pesquisa e Memória da Cultura AFRO Campineira – Patrimonio Material e imaterial – um diálogo constante.

9h30 – Lei 10639/03 – O pilar de nossas ações (Projetos, atuação e realizações) com Prof. Wilson Queiroz

14h30 – Metas e Parcerias – Construindo novos Rumos

Quinta 27/11 Centro de Referência Jongueiras e Jongueiros do Sudeste – Campinas/SP – Pesquisa, Formação e Difusão da Cultura AFRO

9h30 – Projetos, Parcerias e Metodologias – Diáspora Negra e Memória – parte 1

14h30 – Brasil – Africa – Germinação, Intercâmbios e Registro – parte 2

Noite – Estaremos Fechados (evento Força da Raça)

Sexta 28/11 – Maracatu Nação Nagô – memórias, negritude e resistência

9h30 – Casa de Cultura Tainã – 25 anos

14h30 – Memórias coletivas e identidades próprias

Sábado 29/11 – Um panorama da Juventude de Terreiro no Brasil – desafios e perspectivas Juventude de Terreiro RMC

9h – Roda de Conversa – Juventude de Terreiro e Coletivo Saravaxé

14h – Mapeamento das Comunidades Tradicionais de Terreiro – O Direito e as Vulnerabilidades,  Uma Conversa Necessária

23h59 Samba de Luá – Último do Ano

Homenageados convidados: Aureluce Santos e Nelsinho Fidélis

Terça 02/12 Dia do Samba – As Matrizes do Samba no Rio de Janeiro: partido alto, samba de terreiro e samba

Samba do Recôncavo Baiano

09h30 – Oficina Projeto: Saberes e Sabores – Feijoada

14h30 – Roda de Conversa: Feijoada do Samba, Feijoada das Marias do Jongo(video)

A Feijoada do Sudeste – CLE/Unicamp Profa Claudia Wanderley e Edna Lourenço

19h30 – 23h – Roda de Conversa :O Samba Campineiro Conversando de Samba com Casa Caiada e Convidados das Agremiações das Escolas de Samba (roda de samba)

Quarta 03/12 – Culinária Afro Brasileira – Mitos, ritos e mirongas

9h30 – Exibição de Videos 100 anos de Abdias do Nascimento e Carolina de Jesus

14h as 17h – Oficina Saberes e Sabores – Culinária Afro Brasileira – parte 1

Quinta 04/12 Nos Ventos de Oiá

9h30 – Mitos e contos – A senhora dos Ventos – Culinária Afro Brasileira – Mitos, ritos e mirongas

14h as 17hOficina Saberes e Sabores -Culinária Afro Brasileira – parte 2

19h – Coletivo SARAVAXÉ

 Encerramento: Toques e Batuques – Escola de Curimba Ayan Angalu – Prof. Mavi Jalekue

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*